quarta-feira, 1 de julho de 2009

murmúrios de um sonho

sobrevêm os silêncios
sobre a cacofonia dos murmúrios
que na noite se tentam fazer ouvir
entre um sonho mal sonhado e o pesadelo
vai a incomensurável distância
entre o antes e o depois de um corpo se vir

é assim uma alma mercenária como a minha
que se entrega relutante à escravidão do sentido
cansada de se bastar sozinha
apropria-se de ti
mostrando-te mundos que já houvera prometido

e confesso
por momentos houve em mim o amor
soçobrei a essa lassidão
mãe do maior suspiro
mas recuso que habite em mim essa doce dor
regresso à superfície
desse mar de superficialidade onde melhor respiro

o meu tempo não se sintoniza com o de ninguém
e o acerto do meu passo
desacerta os que caminham comigo
procuro toda a gente
sem querer encontrar ninguém
que são os deuses inexistentes aqueles que eu persigo

nas estrelas nada me indica um trilho
se destino algum levo, o desconheço
foi ao absoluto nada que fiz um filho
e dele terei a descendência que mereço

e nada mais aspiro que esse nada
estou cansado destes tantos que em mim há
a galé navega há muito à custa da minha remada
é tempo de vir acabar com este dia para nascer um outro amanhã

porque na manhã desse novo dia
ouvir-se-á um choro anunciando uma vida nova
será mais cristalina a poesia
e mais doce a maçã do que esta que agora se prova

queres vir comigo para esta alucinação que conscientemente escolho?
tão belo é o teu olhar com os olhos com que agora o olho…
teimas sempre em prender-me nesse teu cais
e não é em mim que seguirás esse destino para onde vais!

que digo eu ?
se sou insubmisso e nessa condição me sinto perfeito!
usei-te como só se pode usar um amor que muito se almeja …
no suave desenho do teu peito
ancorei só a ínfima parte do que em mim se deseja!

mas vãs são as condições que imponho
os silêncios vão abafando os murmúrios de um sonho….



Leal maria

1 comentário:

~J disse...

Já adicionei :)Não gostas do som dos marcadores? LOL quem diria! ( :))) )
Aquele olhar do pássaro é mesmo intenso , belo ! E eu reparei que era o mesmo olhar de uma pessoa muito especial e fiquei tão contente. Foi um tesouro! Talvez depois te diga de quem é ;)
Ilustradora cientifica?! :)) Ora muito obrigada! ( qual peixe?:\)
Eu conheço bem a melancolia e não é má de todo. Está em quase tudo...

Céus, o modo como falas! As palavras que usas e como as articulas...
A intensidade de tudo o que nos toca...
Tenho quase a certeza que tens tormentos bem disfarçados dentro de ti, para escreveres assim!
Quanto a esse tempo...
Falamos do resto sem ser por aqui :)