domingo, 22 de junho de 2008

um corpo na dança




o aplauso tudo  irá justificar
depois do corpo se abandonar
à orgiaca oferenda da sensualidade 

tudo mais será ilusão
daquelas que fazem jeito ter sempre à mão
se nada nos vincula à realidade





leal maria

1 comentário:

Beatriz Simas disse...

Olá Luis,

bom saber que a ARTEOTECA inspira a escrita!
Muito obrigada pelo comentário e lindíssimo poema, que sem dúvida enriqueceu o Blog (está no final da página).

Com amizade

Beatriz